Olhando

Hoje, por motivos de pouco interesse, tive que ficar em casa. Vim até ao meu escritório e puxei a secretária até bem junto da janela. O sol entra por aqui, envergonhado ainda pela chuva que até há pouco tempo nos brindou. A serra, ao fundo, dá um tom esverdeado carregado à paisagem. Ali, mesmo ali, uma pelada na serra, sinal de corte de árvores resultado de um incêndio de verão.

O sol passa por entre as nuvens, de forma quase fantasmagórica, dando tonalidades ao verde e a mim próprio.

É hora de almoço, pouca gente na rua. Os trabalhadores do prédio em construção estão silenciosos, caso raro… Sons? Apenas o matraquear cadente das teclas do computador e, a espaços, um carro que passa. É quase hora do silvar da fábrica aqui ao lado. Ouve-se ainda o papel do cigarro que queima a cada puxadela do fumo que me invade o interior.

Os olhos vagueiam pela imensidão da natureza, enquanto o sol se esconde agora por detrás de uma nuvem.

Os operários começam a chegar, consegue-se ouvir os seus gritos de ordens. O silvar da fábrica. O cigarro já apagado.

E o sol ainda não desencobriu outra vez…

Anúncios

One response to “Olhando

  • Anónimo

    Sabes, o Sol está sozinho e mesmo que não vejas ele não deixa de brilhar …

    Ele vai desencobrir te garanto…
    E olha que eu nunca me engano… :)))

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: