Sonhos

Ontem sonhei contigo…

Sem quê nem para quê, vieste-me à ideia e sonhei contigo. Foi um sonho estranho, de uma mistura de possibilidades e impossibilidades. De uma mistura de conversa e de libido, de experiências faladas e feitas.

No meio do estranho foi delicioso…

A pintura do quadro foi extrema, dando nos nervos todas as sensações possíveis. Fechei os olhos e deixei-me ir no meio desses sonhos tão perfeitos.

Mas foi estranho…

…e delicioso.

Anúncios

6 responses to “Sonhos

  • Anónimo

    “para estar junto não é preciso estar perto,
    e sim do lado de dentro.”

    leonardo da vinci

  • John Doe

    É um facto.

  • Sanxeri

    Adorei a “confissão”. 🙂

    Há pessoas que nos marcam para sempre.

  • John Doe

    Há pessoas que entram em nós, assim quase sem se dar por isso, e deixam a sua marca sim. Fazem-nos sonhar, às vezes bem para lá do limite do razoável…

  • Sininho

    Sim.


    04:30,
    O meu corpo acorda por ti todos os dias a essa hora .. Aguardo-te até chegares. Quando não vens acordo à mesma porque ele pensa e quer que venhas.
    O meu corpo pensa em ti. Tem vida própria quando eu peço à cabeça para que o comande e ordene num “basta “cuja autoridade não vinga.

    Então, sente-te, espera pelo momento que a minha roupa caia pelos teu despir – aquela que nem sempre sai toda e fica ainda comigo. Espera contido coisas lálá que te digo até me deitares, quando não apagas a meia-luz que te fere pitosga, porque me queres olhar… Espera as tuas mão grandes a deslizarem pelas costas onde, como iguana, sentes os nós. Espera os teus dedos quando agarras a carne firme como se a quisesses arrancar de mim e deixas vermelhos marcados pela tua vontade. Viras-me, seguras-me as ancas onde te suportas naqueles dois ossos entre a barriga lisa que adoras. Deslizas a tua boca por mim, lavas-me à gato. Dizes-me linda, vês-me maravilhosa e eu rendo-me ,vendida, a ti. Celebro-te a pele com a minha. Nesse contraste de escalas e temperatura de cor que queres gravar e esculpir. Espera pela hora que me ergues no ar e me trazes ao colo, ou me invertes suspensa num 9 no seis que és e pulsa e geme por mim
    Espera-te em mim, quando depois de tanto, como num primeiro dia, surpresos prendemos o ar e de olhos nos olhos, nos ligamos sem frestas no lego que somos, e irremediavelmete um beijo ávido acontece, e então, esgotamo-nos como se amanhã não houvesse, porque a espada de dâmocles paira ali e sabemos que um dia esse vai chegar.
    … Mas, em súplica e antes que a hora chegue dizes: “Amo-te tanto”, respondo-te “Amo-te mais”….
    silencio… tempo…aninhada no teu colo em concha… “And together well stare into silence, And well try to imagine what it looks like”. “”

  • John Doe

    Há coisas que leio que me levam apenas a sorrir… Sorrir naquela vontade concretizada de fechar olhos e deixar a imaginação vaguear.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: