Perdão sentido

Há alguns dias atrás, fui confrontado com a indicação de que sentiam que eu cobrava aos meus amigos por tudo o que lhes fazia. Cobrar não no sentido monetário do termo, mas em termos emocionais. O que eu percebi é que me diziam que eu esperava algo em troca sempre que ajudava um amigo, que não tinha uma ajuda desinteressada.

Não tinha a noção que era assim. Se há coisas que obviamente cobro de todos os amigos, como sejam a lealdade, sinceridade, honestidade, respeito e segredo, não tinha noção que cobrasse mais. Foi uma surpresa e um choque. Porque se o fiz foi sem essa intenção ou mesmo consciência.

E por isso mesmo, a todos os meus amigos que se sentiram cobrados por algo que disse ou fiz, peço humildemente o vosso perdão. Se o fiz, não tinha esse direito, mesmo inconsciente que o fazia.

Já agora, pedia a todos os meus amigos que se sentiram de alguma forma cobrados, que mo digam directamente, para que este pedido de perdão seja feito olhos nos olhos, que é como deve ser feito.

Obrigado.

Anúncios

6 responses to “Perdão sentido

  • MiquellinaSéria

    Há um ditado que agora não me ocorre, que diz qualquer coisa como…que julgamos os outros pelo que somos, provavelmente foste alvo de uma situação semelhante, pela parte que me toca, adoraria a situação olhos nos olhos (e sabes que sim), mas para te dizer obrigado, por estares, por seres, por existires e me deixares fazer parte…

    (Foi ou não foi um comment sério?)

  • John Doe

    Ora vamos lá dividir isto por partes…

    1º – Não digo que não não fosse isso. Mas se aconteceu da minha parte, não foi de todo consciente. A verdade é que já falei com alguns amigos e todos me disseram que não se sentiram cobrados de nada…

    2º – Agrada-me essa de estar olhos nos olhos contigo (e tu também sabes que sim), pelas mesmas razões que apontaste e lembro-me de mais uma ou duas…

    3º – Sim foi um comment sério…

  • green_eyes

    Concordo com a miquelina, acho que não deves valorizar demasido a questão, até porque não acho errado esperar reconhecimento depois de se ajudar alguém, e logicamente não falo de reconhecimento monetário, mas de um sorriso rasgado, um abraço sentido, um simples obrigada.
    Eu espero isso dos meus amigos, além da lealdade, sinceridade, honestidade e respeito de que falas.
    Esperar que demonstrem reconhecimento pela ajuda torna-a “interesseira”?
    Não acho.
    A amizade pode até ser incondicional e desinteressada, mas necessita de interesse e reconhecimento.

  • John Doe

    Verdade. Mas pelo que percebi, acham que eu peço mais que isso…

  • green_eyes

    “Eu sei que pimenta no rabo dos outros é refresco” e compreendo que a situação não seja fácil de digerir, eu iria ficar muito em baixo se algo parecido me acontecesse, mas continuo a achar que não tens que pedir desculpa por algo que sentes que não fazes.
    Desculpa se vou ser intrometida e abusadora mas, os nossos verdadeiros amigos conhecem-nos, e os teus de certeza sabem que a tua amizade é desinteressada.

  • John Doe

    Não é fácil, acredita que não é. No entanto entendi que o perdão se impunha porque, apesar da certeza que conscientemente nunca o fiz, inconscientemente não o sei. E se houve alguém que o sentiu então mais alguém o poderá ter sentido. E para esses o meu pedido de perdão.

    E não és nada intrometida. É a tua opinião, e é respeitada como tal. E concordo com ela…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: