Sim tu…

…tu que estás aí, triste.

Sim tu, que perdes as forças a cada dia que passa. Sente o meu abraço que te envolve, sente o meu beijo que te acaricia a pele de jasmim, ouve a minha voz que ecoa dentro de ti. Ouve-me…

Sim tu, sente-me agora…

Estou longe, sei-o bem. Mesmo perto sei que estou longe. Mas sente-me…

Faz um esforço, esquece o resto do mundo por momentos, deixa para trás o que te atormenta o espírito, e sente-me…

Ouve-me quando te digo que te gosto.

Ouve-me quando sem palavras te olho fundo nos teus olhos negros, sente-me quando te abraço sem te tocar.

Isso, sente agora o aperto do meu enlace, deixa-te ir na ternura do meu ombro.

Fica assim, só mais um pouco.

Não chores…

…ou deixa-me beber as lágrimas que te correm. Deixa-me conhecer as cambiantes do seu sabor.

Sim tu…

… sabes bem que é para ti.

Anúncios

8 responses to “Sim tu…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: