Reflexivo…

Há uma série de pessoas que do alto da sua ignorância conseguem debitar as maiores barbaridades linguísticas e pensativas de um forma estonteante. É vê-las vomitar palavras que nada têm de coerentes só porque pretendem subir a um escadote e ver de cima, não se apercebendo do ridículo em que caem. A burrice é notória e, quanto mais ao escadote sobem, mas notória a tornam qual farol de costa em dia limpo. Vê-se a muitas milhas de distância.

A tentativa, inglória diga-se, de pretender entrar em discussões para as quais não têm capacidade nem aptência roça a estupidez descomunal tornado-se, a meu ver, palhaços tristes. Sei que custa, pelo menos a mim custa, estudar os assuntos dos quais pretendo falar e conhecer. Quando não há interesse, deve existir a sabedoria de calar. Mas acredito que para determinado número de gente, o calar não é opção. Tem que se dizer sempre qualquer coisa, mesmo que seja irrelevante, descontextualizado, ignorante e desproporcional. Não sou apologista do antes falar mal que não falar. Mas vejo todos dias gente que o defende, sem terem ideia dos saberes que devem possuir (saber ser, saber fazer e saber saber).

Ditado popular diz que o “pior cego é o que não quer ver”. Permitam-me adaptar para “ignorante é o que não quer saber”. E não suporto essa gente ignorante que pretende, à custa de tentativas frustadas de demostração de inteligência, fazer-se passar por mais que aquilo que são.

Anúncios

18 responses to “Reflexivo…

  • Flowerbomb

    Porque é que isso te incomoda?

  • John Doe

    Porque não percebo…

  • Princesa (des)encantada

    Estás a falar dos nossos políticos?…

  • John Doe

    Não. Estou a falar de pessoas com quem lido todos os dias, felizmente pouco e cada vez menos.

  • Princesa (des)encantada

    Se é “pouco e cada vez menos”, então até tens sorte. Não vale a pena a consumição…

  • John Doe

    Mas não me consigo ver livre de vez destas coisas que me fazem comichão atrás da orelha.

  • Princesa (des)encantada

    Atrás da orelha?… Pois, é um sítio complicado. 😀
    Mas mesmo assim, não merece a comichão, deixa lá.

  • John Doe

    Eh pá mas irrita-me o sistema nervoso. Fico possesso e com vontade de mandar uns tabefes. Perguntar se sinceramente não têm a consciência do ridículo em que caem. É lastimável. Deixa-me a ferver por dentro…

  • Princesa (des)encantada

    Olha… eu juro que te entendo e às vezes tenha vontade de ter mais uns centímetros e uns quilitos para poder dar uns tabefes e comprar uma briga assim. Mas realmente, o pior desta gente é que não tem noção. Há que ter é pena e tentar que, pelo menos, não façam muito mal aos outros, porque a si próprios não podemos evitar.
    E já agora – nunca imaginei que “fervesses”, com a aversão que tens ao calor e isso…

  • John Doe

    Centímetros e quilos tenho eu que chegam e sobram (se precisares de alguns, quilos principalmente, é favor avisar)… Mas deixo-me estar para não andar mesmo à pancada.

    Fervo e de que maneira. É preciso muito para começar, mas depois de começar é pior que rastilho. É que há coisas que me tiram mesmo do sério.

  • Princesa (des)encantada

    Ahahah! Manda aí uns 5 quilitos então, s.f.f., que esses estão a ser-me difíceis de recuperar. É claro que nada justifica que se ande à pancada. Apetece às vezes, mas não adianta e só nos faria perder a razão.

    Espero que arrefeças rapidamente. Por acaso acho que amanhã até chove, por isso anima-te e pensa que a chuva é para ti.

  • Apple

    “Melgas…” 😉

    Obrigada pela visita.

  • Ventania

    Há 2 meses atrás, perguntaria se por acaso não éramos colegas de trabalho. 😉 Eis o meu método (que não funcionava a maior parte das vezes): Inspirar profundamente… contar até 10… pensar em azul… expirar… inspirar novamente… buscar lá dentro de ti aquela diplomacia espirituosa, educada, incisiva… libertar a raiva sob forma de duas ou três frases acutilantes e bem direccionadas… expirar… e ir dar pontapés a uma porta de seguida porque as pessoas em causa não perceberam a mensagem. 😉

  • John Doe

    Acredita. Dava-os de boa vontade…

    Já arrefeci. Resultado? Uma dor de cabeça monumental.

  • John Doe

    De nada…

  • John Doe

    Murros em paredes até fazer sangue já dei. Pontapés em portas ainda não.

    😀

  • Just me

    Eu acho que por vezes a maior virtude é saber calar-se quando chega a hora certa!

    Determinar a hora certa nem sempre é fácil!

    Acho que já falei demais, está na hora de me calar! Pelo menos hoje!!! E agora!!

  • John Doe

    Só tu…

    ehehehehe

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: