Reflexões

Somos limitados no tempo e no espaço. É uma constatação. E não me refiro à vulgar mortalidade dos corpos, ao descer à terra e voltarmos a ser pó. Essa é a mãe de todas as limitações (e libertações, mas isso sou eu que o digo). Mas ao longo da vida, outras limitações no barram o caminho, seja pelo tempo que vivemos, seja pelo espaço que ocupamos ou por ambas ao mesmo tempo. E há dois tipos de limitações: as que impomos e as que nos são impostas. E destas duas, muitas mais surgem, subdivisões das mesmas.

E quando batemos em barreiras destas e espreitamos um pouco para lá dela, mundos novos, alguns que gostaríamos de descobrir, um sentimento de impotência vem ao de cima. Mas estamos limitados. São barreiras que não podemos atravessar. É quase como que chegar à sebe cheio de sede e ver o bebedouro do outro lado sem que possamos lá chegar. E apesar da sede, da vontade, da suposta facilidade em tornear a vedação, dizemos alto, mais para nós próprios ouvirmos que para que outros o ouçam, “não posso saltar, não posso tornear“. As palavras batem fundo, batem na cabeça como martelos pneumáticos.

E ficamos atrás da barreira, cheios de sede, vendo o bebedouro do outro lado. Mas é difícil resistir à água fresca. Fica-se aquela secura que nos aflige os lábios e faz da língua cortiça. E voltamos a repetir, “não posso“, para o auto-convencimento.

Os auto-convencimentos são lixados…

Anúncios

12 responses to “Reflexões

  • Just me

    Estou a tentar convencer-me que é possível viver sem auto convencimentos!!!!

    Estou farta de a vida me ensinar que se tentasse mais um bocadinho até tinha conseguido, o que importa é ir a luta com garra!!

    Tão fácil de escrever, mas tão dificil de fazer, ou melhor vou auto convencer-me que é possivel!!

    Ó meu deus, tanto disparate junto que eu consigo dizer!

  • John Doe

    Por incrível que pareça não são disparates. São realidades…

  • Miquellina

    Tu sabes, eu também tenho uma sebe dessas, também tenho uma vista magnifica para a fonte com a água fresca que caí e faz um som que encanta e deslumbra…nunca fui tomar banho nela…mas confesso que já lá fui saciar a sede…

    Beijo.

  • John Doe

    E a inveja que me fazes…

    Beijo

  • São

    Os auto-convencimentos são lixados mesmo, ainda mais porque muitas vezes não tem razão de ser.

  • John Doe

    É um facto. Mesmo quando têm razão de ser, apesar de um tudo nada mais fáceis, continuam na dor de terem que ser feitos.

  • São

    Concordo contigo, mesmo quando tem alguma razão de ser, dói muito, se dói.
    Não há nada, mas nada, pior do que o sentimento de impotência.

  • John Doe

    É o principal sentimento de desgaste físico e emocional.

  • LostSoul

    Apesar de concordar não posso deixar de discordar. Barreiras, obstáculos e limitações são uma constante da vida que implicam a cada momento escolhas e decisões. Cada um escolhe como quer, em consciência ou não. O auto convencimento não é feito à priori mas sim à posteriori da escolha. Podemos pensar o contrário, mas só depois de termos decidido nos tentamos auto convencer de que a decisão que tomamos foi a mais correcta.
    Se tens sede, a lingua seca e tens a fonte ali à frente e mesmo assim não foste lá beber é porque assim decidiste. o processo de auto convecimento de que não podes saltar não podes tornear é a tua mente a tentar justificar a tua escolha.

    Se tens sede bebe, saltando, torneando, furando, mas bebe. Não te autoconvenças que não o podes fazer.

  • John Doe

    Concordo em tudo contigo. Mas não discordas da necessidade dos mesmo, nem que seja para tentativa de sossego da alma. Tenho sede, tenho muita sede. Mas não posso beber. E ao não poder beber, tenho que me autoconvencer que não posso, ou corro o risco de cair em algo que não quero.

  • lidulcineia

    Como eu te entendo…

  • Francisco

    Obrigado lidulcineia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: