Tempo

Nos lugares perdidos no tempo, encontro-te nas marés cheias que me invadem na forma do meu ser. No tempo que é hoje, no tempo que é futuro, que será um hoje num outro dia, a certeza de que ficas, de que marcas, de que envolves e sulcas.

Saudades desse tempo, tempo que ainda não veio, mas que há-de vir. Saudades do futuro em que, próximo ou distante, de novo os meus olhos se poisem na escultural figura que és, de novo te sinta entre braços, de novo beba das tuas palavras. Saudades do tempo em que serei eu, que sejamos nós.

Anúncios

22 responses to “Tempo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: