Temporal

Quase que jurava que hoje te vi em reflexo nas grossas gotas que escorraim pela janela. Quase que tive a certeza que o teu nome me era dito pela vento forte que dobrava as árvores em esforço.

Apeteceu-me ali puxar-te a mim, fazer-te sentar no chão e saborearmos um gelado de cereja olhando o temporal do lado de fora da janela.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: