As árvores também caem…

Hoje, num passeio pela serrania, agradável e alegre, houve momentos em que me deixei ficar para trás, na solidão do caminho, observando tudo o que me rodeava. Passei por árvores caidas, de raizes nuas, pedras quebradas e corpos tombados em descanso. Arrancadas à sua essência, ao que as sustentava, ao que as prendia, tombavam vítimas da idade ou da intempérie.

Durante tanto do caminho, a frase que as árvores também tombam…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: