Cartas…

Incontáveis as vezes que sinto as tuas mãos por debaixo dos meus braços e me levantas no ar. Aquele pó que falavas que me faria voar existe mesmo e sabes espalhá-lo de forma gloriosa e bela. Vejo-te e levito de forma incontornável. Fazes-me sentir importante, vivo, querido. As palavras na tua boca ganham dimensão, os ecos ganham contornos de realidade, os gestos são dignos de serem desenhados a carvão em papel alvo e expostos ao mundo. Possuis dentro de ti algo tão valioso, tão grande, tão perfeito e, ao mesmo tempo, tão teu. Abunda de ti, corre-te na veias sangue nobre. Tens mil sabores, mil cores, mil sabores. Mereces tanto quanto és, mereces o melhor porque fazes sobressair o melhor. És doce, terna e anjo, fada, princesa e Mulher.

É isso…

É essa a palavra maior que te descreve. És MULHER, com as letras bem grandes, visiveis nos confins do infinito, escritas a dourado e neons brilhantes.

E no entanto não deixas de ser menina. A menina que sorri de encantar, que dança ao som da música que apenas ouves dentro de ti, que diz “Viva!!! Viva!!!” quando está contente ao som das palmas que bates em euforia.

És menina MULHER, és MULHER menina.

Eu gosto-te assim.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: