3 December, 2010 23:19

Num dia, igual a tantos outros, que a base é sempre a mesma, vai rodando a cobertura com mais ou menos sucrose, contempla-se um final desesperadamente longínquo. Procuro sem achar, luto sem conseguir, fico-me a querer mais e não consigo tirar os olhos do horizonte.

A pele, sempre a pele, num querer aconchego de linho, não há um toque de Midas nem mesmo um mais laborioso Da Vinci.

Continua-se chumbo…

Anúncios

4 responses to “3 December, 2010 23:19

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: