Como ramo de flores…

Ofereço-tas, assim de olhar em baixo, envergonhado, não de culpa, mas de pura e simples elevação de ti.

Dou-te uma aragem primaveril, que sei que gostas, num sopro tíbio, para num momento entrar pela tua roupa dentro e enfunar em direcção a um destino desconhecido.

Anúncios

2 responses to “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: